Blog – Spasso Gelato 

A DIFERENÇA ENTRE GELATO E SORVETE

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

A primeira pergunta que devemos nos fazer é…existe de fato uma diferença entre eles? Começamos por tanto falando sobre como é chamado este alimento gelado nas diferentes línguas e regiões: ice cream (inglês), helado (espanhol), crème glacê (francês), gelato (italiano), gelado (Portugal) e sorvete (Brasil). Todas as nomenclaturas referem-se em definitiva a um alimento gelado, geralmente um creme gelado. O único que escapa a esta “regra” é o Brasil, onde a palavra usada, “Sorvete” (que deriva do “Sherbet”, um creme gelado de frutas com baixo teor de sólidos do leite) é usada para referirse a esta iguaria.

Se todos significam a mesa coisa, podemos falar que são coisas diferentes? Sim e não! Cada país e região irá adotar as características do produto que mais agradem ao seu público: uns farão um produto mais gorduroso que outros, alguns com mais ou menos açúcar, e cada sorveteiro criará os sabores com o qual seu público mais se identifica. O próprio gelato na Itália tem características diferentes no norte do que no sul (no Norte por exemplo, mais frio, se produz um gelato mais gorduroso que no Sul).

Parece que no Brasil há um consenso (pelo menos entre os que se denominam “auténticas gelaterias italianas”) sobre o que o gelato “italiano” é e suas diferenças com o sorvete, porém nem os italianos conseguiram consensuar isto, faltando qualquer legislação que regule como o gelato deve ser produzido por lá. Na Itália o gelato industrializado, por exemplo, é um produto completamente diferente do gelato artesanal, que ao seu tempo tem certas características no Sul do país e outras no Norte do país, como já falamos.

Até onde sabemos, um dos únicos que de fato tem seu produto gelado pre-determinado por normas, é o ice cream. Os Americanos por exemplo, exigem (a través da FDA, nossa Anvisa), que o ice cream contenha pelo menos 12% de gorduras, as quais devem derivar do leite, entre outras exigencias. Lá, quanto maior o teor de gordura de origem animal, mais “qualificado” será o produto.

Acreditamos que a comparação deve ser feita entre o produto industrial e o produto artesanal. E mesmo assim, podemos achar produtos industriais de altíssima qualidade e produtos artesanais de baixa qualidade (ou artificiais). Nossa preocupação deve estar em atender o cliente com um produto honesto, saudável e que imparta um momento de prazer e alegria ao cliente. Se nos preocupamos com o nome ao invés do produto em sí, corremos o risco de perder a esencia do que realmente importa no negócio: agradar o cliente.

A pesar de nos denominarmos “Gelato Artesanal”, gostamos de deixar nossos clientes a vontade e deixar de lado os “snobismos” para chamar nosso produto de Sorvete, pois a final de contas estamos no Brasil! Na Spasso seguimos os ensinamentos da experiencia acumulada pelos italianos nesta “arte”, mas colocamos nossa boa porção de “brasilidade” para que todos se sintam em casa quando nos visitam em alguma das nossas lojas.

Na busca de esclarecer algumas informações distorcidas e tendenciosas, a Spasso traz uma lista de “mitos e verdades” respeito ás diferenças comumente encontradas na internet ou entre os proprietários de gelaterias.

Deixe seu comentário:

Fique pertinho da gente

Contato: administrativo@spassogelato.com

Copyright 2020 – Spasso Gelato Artesanal – Todos os direitos reservados